Seja o primeiro a comentar

Moda Agender ou ele = ela

Agender por Studio Toogood em Selfridges

E se existisse um tipo de roupa que fosse feita para pessoas e não para gêneros? E se essa roupa / design fossem vendidas em lojas convencionais? Sim isso já existe, podendo-se chamar como curioso truque de tesouras e suas possibilidades.

Essa nova tendência de mercado se adequa as novas exigências do público em geral, que nos dias atuais estão mais ligados em conforto e personalidade. As maiores influências vêm do continente europeu, onde grandes marcas lançaram coleções recentes apostando nessa pegada mais “tanto faz”.

No percurso desse caminho longo da moda, podemos observar claramente a fusão do guarda-roupas feminino com o masculino, seja nas modelagens skinny das calças para eles, como nas calças boyfriends para elas. A partir desse paralelo grandes criadores da moda atual pensaram e conseguiram somar as ideias e desejos das pessoas, que não se adequam a um tipo somente de padrão e sim a vários, ressaltando a concepção de que o ser humano é plural, principalmente no termo vestir-se.

Gucci

Gucci

Melissa Flox

Gucci

Alessando Michele, diretor de criação da Gucci, foi um dos pioneiros em expressar essa vontade nas passarelas e também nas lojas da marca, criou para o inverno 2016 uma coleção regada de muitas audácias pensadas, mas jamais colocadas como ele colocou para ser visto e consumido, ainda na Eu
ropa a multimarcas Selfridges foi uma das primeiras a adotar uma estratégia de marketing bem diferente do que somos acostumados a ver, criou um andar totalmente dedicado a roupas e acessórios unissex.

A ideia do azul somente ser para homem e rosa ser para as mulheres já está ultrapassada, o lance dessa nova proposta é vestir o que se gosta. A pioneira em “sonhos de plástico”, Melissa, lançou em sua última coleção chamada Dance Machine uma linha unissex que vem agradando muito por ser prática e super atual, com modelos que remetem ao grunge, onde nesse estilo anos 90 combina para ambos os sexos.

No Brasil existem marcas que estão cada vez mais se adaptando a essa nova proposta de mercado, a YOUCOM é uma delas, sem economizar na originalidade da agender wear, propõe uma mistura direta das peças que são deles, mas que elas também podem sair por ai.

Outra marca é a TAO, marca cearense que aposta na mescla de estampas que caem bem para ambos os sexos e modelagens que se adequam a homens e mulheres, como as camisarias, que já são os must have da marca.
Outra marca local de grande destaque é a Pangea, com fortes pontos nas coleções, como o mix de estampas florais com cores que remetem a esse lugar que é de todos, sem dizer que isso é para somente aquilo ou que você é prometido as mesmas coisas.

Pangea

TAO

 

Lembre-se e reveja seu conceito de vestir, sem se pressionar ou tentar seguir tendências, veja o que te representa e através da roupa você fala e até grita o que quiser meu caro. Abraço e até a próxima!

Postar um comentário